Inteligência artificial pode levar ao diagnóstico precoce de doenças cardíacas e câncer de pulmão

Atualmente, os diagnósticos de problemas cardíacos identificados por cardiologistas são realizados a partir de exames que avaliam o ritmo das batidas do coração. Mas até mesmo os melhores médicos falham em um a cada cinco casos. Pacientes acabam sendo mandados para casa e têm um ataque cardíaco ou passam por cirurgias desnecessárias.

Em busca de um desenvolver uma forma de diagnóstico mais acurada e segura, pesquisadores de um hospital de Oxford, no Reino Unido, desenvolveram uma inteligência artificial (IA) capaz de fazer diagnósticos a partir de exames para doenças cardíacas e câncer de pulmão. O sistema pode economizar bilhões de dólares ao permitir que esses males sejam detectados precocemente.

O sistema criado pelo hospital John Radcliffe faz um diagnóstico baseado nestes exames com muito mais precisão e consegue detectar detalhes invisíveis aos olhos humanos. Ele dá recomendações ao concluir que o paciente tem risco de ter um infarto. Paul Leeson, o cardiologista que desenvolveu o sistema, diz que os dados apontam que a técnica superou em muito a performance de médicos.

Chamado Ultromics, o sistema foi treinado para identificar problemas em potencial ao ser alimentado com dados de exames de mil pacientes tratados por Leeson nos últimos sete anos, junto com informações sobre se eles tiveram problemas cardíacos depois.

Outro sistema em desenvolvimento busca por sinais de câncer de pulmão, como nódulos, nome dado a um aglomerado de células. Os médicos não conseguem dizer se os nódulos são benignos ou se podem se tornar tumores, então, os pacientes precisam passar por mais exames para acompanhar seu progresso.

Entretanto, testes clínicos mostraram que a inteligência artificial é capaz de idenficar os casos inofensivos, levando o NHS a economizar dinheiro, e os pacientes, vários meses de ansiedade. Também pode fazer um diagnóstico precoce de um câncer de pulmão.

Muito interessante, não?!
Imagina quantos benefícios essa IA pode trazer para pacientes, médicos e na economia nos custos de exames!

Ficou curioso? Leia a notícia na íntegra.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *